Comunidades extrativistas do AP recebem mutirão
26/11/2007

Moradoras de comunidades extrativistas dos municípios amapaenses de Mazagão e Laranjal do Jari serão atendidas nesta semana pelo Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural, do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA). Os atendimentos do mutirão de documentação acontecem de quarta-feira (28) a domingo (2) e serão centralizados na comunidade Água Branca do Cajari.

A intenção é beneficiar moradores também das seguintes comunidades: Dona Maria do Cajari, Santarém do Cajari e Boca do Braço, em Laranjal do Jari; e Santa Clara, São Pedro e Sororoca, em Mazagão. Será disponibilizado transporte gratuito aos interessados que desejarem participar do mutirão - realizado sempre das 7h às 17h.

Esse é o oitavo mutirão do estado neste ano. Durante os atendimentos, os interessados têm a oportunidade de retirar gratuitamente e em um só lugar documentos como: Certidão de Nascimento, Carteira de Identidade e Carteira de Identidade Rural, Cadastro de Pessoa Física (CPF), Carteira de Trabalho e carteira do idoso para transporte interestadual.

Para desenvolver o trabalho no Amapá, o MDA, por meio do Programa de Promoção da Igualdade de Gênero, Raça e Etnia (Ppigre), conta com o apoio do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Caixa Econômica Federal (CEF), Delegacia Regional do Trabalho (DRT), Polícia Técnica Científica do Amapá (Politec), Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá (Rurap/AP), entidades extrativistas, além dos governos estadual e municipal.

O objetivo dos mutirões de documentação é assegurar às agricultoras familiares, assentadas da reforma agrária, quilombolas, pescadoras artesanais, extrativistas e indígenas o acesso aos documentos civis e trabalhistas. Preferencialmente voltada às mulheres, a ação também pode se estender a homens, jovens e crianças que comparecerem aos locais de realização.

Fonte: http://www.mda.gov.br/portal/index/show/index/cod/134/codInterno/15143