Federação das Indústrias do Amapá lança regionalmente, dia 13, programa Educação para a Nova Indústria.

O programa Educação para a Nova Indústria, desenvolvido pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e lançado em Brasília em agosto, será apresentado aos Amapaenses no dia 13 de dezembro. O lançamento acontecerá no Teatro das Bacabeiras, às 16h. Na ocasião será realizada também, formatura de 250 alunos dos cursos de Aprendizagem do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI/Amapá).

O programa Educação para a Nova Indústria, que inclui ações do Serviço Social da Indústria (SESI) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), tem abrangência nacional e prevê investimentos de R$ 10,5 bilhões na educação básica e profissional de 16,2 milhões de brasileiros. Com o Programa, a CNI reafirma sua convicção de que a qualificação dos trabalhadores é decisiva para o Brasil se inserir no competitivo mercado global.

O “Educação para a Nova Indústria” está focado em quatro eixos:
- Expansão e diversificação de oferta em educação básica, educação continuada e profissional, ajustada às necessidades da indústria.
- Modernização, otimização e adequação da infra-estrutura física das escolas e laboratórios do SESI e SENAI.
- Flexibilização do formato e das metodologias de atendimento às demandas educacionais da indústria.
- Capacitação de docentes, técnicos e gestores em tecnologias e gestão dos processos educacionais do SESI e SENAI .

O Programa reflete a visão da Federação da Indústria do Estado do Amapá - FIEAP, cuja missão é contribuir para o fortalecimento da Indústria Amapaense, ampliando sua representatividade junto aos poderes constituídos, promovendo de forma integrada as ações e finalidades das entidades que a compõem, promovendo ainda, a assistência aos Sindicatos e empresas filiadas.

Em nível local, o SESI/AP, que tem como missão promover a qualidade de vida do trabalhador e seus dependentes, com foco em educação e estimular a gestão socialmente responsável da empresa industrial, investirá R$ 13 milhões, aumentando o número de matrículas na Educação Básica de jovens, adultos, crianças e adolescentes, além do investimento na formação dos profissionais e em equipamentos de inclusão digital. Serão inaugurados 02 laboratórios de ciências e 06 unidades do SESI Indústria do Conhecimento.

O SENAI investirá R$ 30 milhões em educação e disponibilizará, no período de 2007 a 2010, mais de 30 mil vagas nas modalidades: Aprendizagem Industrial, Qualificação Técnica e Profissional, Aperfeiçoamento Profissional, Graduação Tecnológica e Pós-graduação. Serão ofertadas 280 matrículas para alunos portadores de necessidades especiais. O SENAI inaugurará uma unidade de Educação Profissional em Laranjal do Jarí, Serra do Navio e Santana. Sua missão é a promoção da educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias industriais, contribuindo para elevar a competitividade da indústria brasileira.