Água fornecida à população é analisada


Promotor de Justiça de Tartarugalzinho quer laudo independente.


Técnicos do Instituto Evandro Chagas, de Belém do Pará, estão no município de Tartarugalzinho-AP fazendo análise da água que é fornecida para consumo da população.

A presença dos técnicos é em atendimento à solicitação feita pelo Promotor de Justiça João Paulo Furlan, que atua na Promotoria daquele município.

Segundo o representante do Ministério Público, indícios apontam para a possibilidade de contaminação da água que está sendo fornecida à comunidade pela companhia de abastecimento.

Quatro técnicos do Instituto Evandro Chagas estão colhendo amostras da água para análise, que será feita no laboratório de Belém. Além da água, a equipe técnica está fazendo avaliação dos critérios de coleta e depósito dos lixos doméstico e hospitalar recolhidos no município. Segundo o Promotor de Justiça João Paulo Furlan, a lixeira pública já foi interditada por falta de tratamento adequado para o lixo hospitalar, que estava sendo depositado no mesmo local do lixo doméstico e, ainda, a céu aberto.

"Vamos aguardar a conclusão do trabalho técnico e o laudo do Instituto Evandro Chagas. Se necessário, tomaremos as providências, inclusive com Ação Civil Pública contra os responsáveis", esclareceu o Promotor de Justiça.

Os Técnicos de Belém que compõem a equipe do Instituto Evandro Chagas devem permanecer em Tartarugalzinho pelo tempo necessário para atender a todas as solicitações feitas pelo Promotor de Justiça.

O Instituto Evandro Chagas, hoje com mais de 70 anos de estudos no campo da Saúde Pública e da pesquisa biomédica, nasceu em 1936 em Belém do Pará, na Amazônia, ligada à Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde (MS), atua nas áreas de pesquisas biomédicas e na prestação de serviços em saúde pública.