Morre Ottomar Pinto, governador de Roraima

SÃO PAULO - O governador reeleito de Roraima, Ottomar Pinto (PSDB), morreu nesta terça-feira, no Incor, em Brasília. De acordo com a assessoria do PSDB, Ottomar viajava de Boa Vista para São Paulo e passou mal na escala feita em Brasília. Levado ao hospital, não resistiu.


O mandato anterior do governador teve início em 10 de novembro de 2004, quando ganhou no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, o direito de assumir o governo em substituição a Francisco Flamarion Portela, cassado por crime eleitoral durante a campanha de 2002. Em 2006, foi reeleito.

Ottomar Pinto era oficial brigadeiro. Primeiro governador eleito do Estado de Roraima (1991-1994), nasceu em 19 de janeiro de 1931, em Petrolina, Pernambuco, região banhada pelo rio São Francisco, o “Velho Chico”.

Iniciou a carreira militar na Escola de Aeronáutica de Campos dos Afonsos (1948), no Rio de Janeiro, na condição de cadete do Curso de Formação de Oficiais Aviadores, saindo aspirante em 1952.

Em 1973, concluiu o Curso de Estado-Maior da Aeronáutica, no Rio, saindo coronel aos 42 anos de idade. É formado em Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Medicina, Direito, Ciências Contábeis e Economia.

Nos Estados Unidos, fez mestrado em transporte aéreo e pavimentação. No Brasil, fez os cursos de MBA para Executivo, Políticas Públicas e Governo, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (1995), e de Direito da Economia e da Empresa, na Fundação Getúlio Vargas (RJ).

 

-------------
Redação Último Segundo