Federação das Indústrias do Estado do Amapá (FIEAP) lançou ontem, dia 13, programa Educação para a Nova Indústria.


O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Amapá (SENAI/AP) e o Serviço Social da Indústria do Amapá (SESI/AP) lançaram ontem o programa Educação para a Nova Indústria. De 2007 a 2010, as duas instituições destinarão R$ 43 milhões para o programa. O SENAI/AP investirá R$ 30 milhões e o SESI/AP R$ 13 milhões. Em todo o Brasil os recursos mobilizados para a educação básica e profissional são de R$ 10,450 bilhões.

O programa é um desdobramento do Mapa Estratégico da Indústria 2007/2015 da Confederação Nacional da Indústria (CNI), para ampliar em cerca de 30% o atendimento à educação profissionalizante, pelas redes Sesi e Senai. No cronograma da CNI, as 27 Federações devem chegar a 16,2 milhões de matrículas até 2010 com a mobilização nacional das duas instituições.
O Sesi deverá efetuar 7,1 milhões de matrículas em educação básica e continuada e o Senai será responsável por 9,1 milhões de matrículas em educação profissionalizante.