Aprovada proposta de candidato a chefe geral da Embrapa Amapá

O pesquisador Silas Mochiutti, paranaense radicado no Amapá há 20 anos, foi aprovado em mais uma etapa da seleção para chefe geral da Embrapa Amapá. Na manhã da terça-feira, 4, ele fez a apresentação pública da sua proposta para administrar a instituição de pesquisa nos próximos dois anos. A banca avaliadora considerou que a proposta de Mochiutti é adequada ao Plano Diretor da Embrapa, é possível de ser cumprida e também levou em conta a experiência profissional do candidato, que faz parte do quadro da Embrapa desde 1987.

O relatório da banca avaliadora será encaminhado ao presidente da Embrapa em Brasília, Sílvio Crestana, ainda esta semana. Depois de uma explanação de uma hora e 15 minutos, Mochiutti foi sabatinado pela banca avaliadora, formada pelo pesquisador Marcelino Guedes, o engenheiro agrônomo Walter Paixão de Sousa (da Embrapa Amapá), Antonio Carlos Centeno Cordeiro, chefe geral da Embrapa Roraima, José Maria da Silva, reitor da Universidade do Estado do Amapá (Ueap), José de Ribamar Quintas, secretário de Estado do Desenvolvimento Rural do Estado do Amapá, e Joaquim Corrêa de Souza Belo, do Conselho Nacional dos Seringueiros (CNS), representando os movimentos sociais no Amapá.

De acordo com Rogério Alves, presidente do Comitê Técnico Interno (CTI) da Embrapa Amapá, a próxima fase é a avaliação do perfil gerencial de Silas Mochiutti, que será feita em Brasília, por uma empresa especializada na área de recrutamento de recursos humanos aptos a atividades gerenciais.
"Um grupo de psicológicos vai analisar se o candidato tem perfil de gerente, aí é considerado o equilíbrio emocional, a capacidade de formar e liderar equipes. O laudo do perfil psicológico será entregue pela empresa diretamente ao presidente da Embrapa, que decidirá se nomeia ou não o candidato como chefe geral da Embrapa Amapá", acrescentou Rogério Alves.
No caso de o presidente da Embrapa não nomear o candidato habilitado, é aberto um novo processo de seleção.

Silas Mochiutti é candidato único ao cargo de chefe geral desta unidade da Embrapa. Nas etapas anteriores, o candidato apresentou o currículo e o histórico profissional. Também comprovou titulação de pós-graduação, probidade administrativa e mais de 10 anos de experiência em atividades de ciência e tecnologia relacionadas ao setor agropecuário. A seleção para chefe geral da Embrapa Amapá não se caracteriza como concurso público. O mandato é de dois anos, podendo ser renovado por igual período.

Silas Mochiutti é pesquisador da Embrapa Amapá há 20 anos. Cursou Agronomia na então Faculdade de Ciências Agrárias do Pará, atualmente Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), possui mestrado em Sistemas Florestais e doutorado em Engenharia Florestal. Autor de artigos científicos publicados em periódicos internacionais e nacionais, Mochiutti desenvolveu a tecnologia de manejo de açaizais nativos de mínimo impacto, entre outras técnicas relacionadas a pesquisas com açaí no Estuário Amazônico. Desde 2005, a Embrapa Amapá tem como chefe geral o engenheiro agrônomo Newton de Lucena, pesquisador da empresa há 23 anos.


--
Dulcivânia Freitas
Jornalista (DRT/PB-1.063)
[email protected]
96-3241-1551 - Ramal 215 / 9902-9959
Fax: 0xx96-3241-1480