Domingo, 9 de dezembro: Dia Internacional Contra a Corrupção

A Esplanada dos Ministérios será um ponto de encontro para quem quiser se unir ao combate à corrupção no Brasil

Com o objetivo de sensibilizar a sociedade para a importância de uma fiscalização do governo por meio do chamado Controle Social dos Gastos Públicos, o Instituto de Fiscalização e Controle (IFC), entidade do Comitê Nacional do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE), promove, junto com entidades parceiras, o Dia internacional Contra a Corrupção. O IFC lança a todos e todas o convite para um encontro na Esplanada dos Ministérios, no gramado em frente ao Congresso Nacional, das 8h às 12h de 9 de dezembro, domingo.

O encontro terá a presença de representantes de 60 ONG's de combate à corrupção de cidades de todo o Brasil. São pessoas que já fiscalizam as prefeituras de seus municípios, têm grande experiência nesse tipo de atividade e estão participando de um seminário sobre gastos e obrigatoriedades do Sistema Único de Saúde. Esses representantes da sociedade civil também estão em Brasília para marcar a passagem do Dia Internacional Contra a Corrupção.

Para o vice-presidente do IFC, Antonio Augusto de Miranda e Souza, o evento é uma oportunidade de conhecer e apoiar pessoas diretamente envolvidas com a causa da luta contra a corrupção. "São pessoas que não se acomodaram", ressalta, lembrando que a sociedade não pode delegar o combate à corrupção exclusivamente aos órgãos públicos, como a Polícia Federal e o Ministério Público.

Durante o evento um balão de ar quente, com 22 metros de diâmetro, alçará vôo levando faixas com os dizeres "Venceremos a Corrupção". O IFC convida todos os interessados a participarem da manifestação trazendo faixas e cartazes com frases que incitem o combate à corrupção no Brasil.

O Dia Internacional Contra a Corrupção é uma referência à assinatura da Convenção das Nações Unidas contra a Corrupção, ocorrida na cidade mexicana de Mérida. Em 9 dezembro de 2003, mais de 110 países assinaram a Convenção, que entrou em vigor em 2005. Desde então, comemora-se internacionalmente o dia contra a corrupção. A sociedade civil e o setor privado desempenham um papel importante ao apoiar os governos na implementação da Convenção, exigindo que a administração pública seja mais transparente e aberta a mecanismos de fiscalização e controle.

Débora Pinheiro