Comunicado

O SEBRAE INFORMA QUE OS INGRESSOS PARA O CARNAVAL 2007 ESTÃO SENDO COMERCIALIZADOS TAMBÉM NO ESCRITÓRIO DO SEBRAE EM SANTANA.

SEBRAE SANTANA

AV. RUI BARBOSA, 1193 - CENTRO.

(96) 3281-2475
---------------------------------------

A SEGUIR INFORMAMOS A ORDEM DO DESFILE E A LISTA DE JURADOS DO CARNAVAL.









Primeira pesquisa de satisfação acontece no carnaval 2007
A pesquisa terá como foco principal o empreendedorismo

Comunicação Sebrae

Pela primeira vez o carnaval tem a parceria do Sebrae Amapá. Várias ações estão sendo realizadas, entre elas uma pesquisa de campo, que tem como foco analisar a influência do carnaval na geração de emprego e renda no Estado.

Segundo Richard Maia, gerente da Unidade de Planejamento e Controle, as pesquisas vão ser destinadas para as empresas, entre elas agências de viagens, hotéis, restaurantes e barracões de escolas de samba. “Os barracões geram muitas oportunidades de empregos na área da costura, serralheiro, moveleiro, músico, compositor e historiador que vai trazer a historia do tema musical, então vamos tentar detectar quanto o carnaval desenvolve diversos segmentos de negócio nessas áreas e descobrir o volume de emprego e renda gerada”, afirmou.

Foi contratada uma empresa terceirizada que faz parte do SGC (Sistema de Gestão de Credenciamento) do Sebrae. Um grupo de dez pessoas vai fazer a pesquisa no sambódromo, dividido em duas partes. Uma equipe ficará dentro do evento, para fazer pesquisa de opinião e a outra após o carnaval nos barracões.

A pesquisa objetiva mostrar para a sociedade e para o público brincante que as escolas de samba podem se constituir como empresas, principalmente neste evento carnavalesco, tendo como exemplo Rio de Janeiro e Bahia, que passam o ano inteiro gerando emprego e renda. “Queremos mostrar que aqui no Amapá esse fato também é possível”, disse Richard.

Além do Sebrae, Prefeitura de Macapá e Setur (Secretaria de Turismo do Estado), estarão fazendo o mesmo monitoramento nas áreas empreendedoras. “Teremos uma resposta entre renda e opinião em meados de março ou inicio de abril”, concluiu o gerente.

_________________________


Sebrae é parceiro do maior bloco de sujos do norte: A Banda
Um dos maiores blocos do norte surgiu no jogo de baralho em 1964

Comunicação Sebrae

Sebrae, governo do Amapá e Prefeitura de Macapá são parceiros de um dos maiores blocos do Amapá: A Banda, que surgiu em um jogo de baralho na sede do Amapá Clube em 1964. Figuras como José Figueiredo, conhecido como Savino, atual presidente da Banda, Amujacy Alencar, do extinto bar Gato Azul, os irmãos Sussuarana, o tenente Pessoa, Jarbas Gato e José de Arimatéia fazem parte da historia da Banda.

Segundo o superintendente do Sebrae, João Alvarenga, “A Banda ajudou na parte administrativa, para apoiar as entidades carnavalescas e populares para que o Sebrae pudesse comprar shows nas praças, nos bares e na orla”, afirmou.

O Sebrae está trabalhando junto com os parceiros que vão apoiar os carnavais nos bairros. “A Banda é uma grande incentivadora dos carnavais de rua, ela serviu de apoio para que Sebrae, governo e Prefeitura pudessem organizar os carnavais populares com o jeito original que ela tem, buscando como referência os clubes do Formigueiro, Carnaval dos Baixinhos, do Barrigudo, do Pavão”, afirmou o superintendente.

A expectativa é que este ano mais de 65 mil pessoas prestigiem e participem do evento, além dos curiosos que vão se divertir olhando e admirando um dos blocos mais tradicionais do Estado. Uma das atrações mais importantes na banda é a boneca gigante que caracteriza o bloco.

Hoje, o bloco conta com cinco bonecos: Xicona, Anhaguera, os filhos Arizinho e Cutião e a boneca Iracema, uma homenagem à Iracema Carvão Nunes, esposa do Coronel Janary, primeiro governador do Amapá. Além de uma carroça que se chama farmácia, onde servem bebidas como batidas de limão, maracujá, taperebá e gengibre.

 

Adelmo Caxias
Causas Cíveis, trabalhistas e Direito administrativo.
223-4299


Carlos Lobato

Matinta-perêra
Mulher velha que percorre distâncias à noite. Se afasta se alguém disser que lhe dará um pedaço de rolo de fumo. De manha ela vai buscar.
Cuíra
Diz-se de inquieto, ansioso,impaciente. Daquele que não agüenta a espera de alguma coisa que vai acontecer
Titica
Cipó muito usado para a fabricação de móveis. Chegou à beira da extinção.
Perau
Lugar perigoso do rio. Parte mais funda, onde o rio "não dá pé".
Timbó
Um tipo de veneno usado para matar peixes. Bate-se a planta na água, e o veneno se espalha. sem contrôle, mata.
Catinga de mulata
Catinga é cheiro ruim, mas "Catinga de mulata"é cheiro bom, tanto que virou nome de perfume nos idos dos anos cinquenta
Remanso
Ponto onde o rio se alarga, a terra forma uma reentrância e as águas ficam mais calmas
Bubuia

Aquelas minúsculas bolhas de espuma que se formam na corrente do rio. Viajar de bubuia é ser levado pelas águas. "De bubuia, título de canção popular.
Piracema

Época em que cardumes de peixes sobem os rios para a desova
Pedra do rio
Diz a lenda que que são as lágrimas de uma índia que chorava a perda do amado. É onde está a íagem de São José, na frente de Macapá.
Macapá
Vem de Macapaba, ou "estância das bacabas".
Bacaba
Fruto de uma palmeira, a bacabeira. O fruto produz um vinho grosso parecido com o o açai.
Curumim
Menino na linguagem dos índios, expressão adotada pelos brancos em alguns lugares.
Jurupary
O demônio da floresta tem os olhos de fogo, e quem o vê, de frente, não volta para contar a história.
Yara
É a mãe d'água. Habita os rios, encanta com a suavidade da voz, e leva pessoas para o castelo onde mora, no fundo do rio.
Pitiú
Cheiro forte de peixe, boto, cobra, jacaré e
outros animais.
Ilharga
Perto ou em volta de alguma coisa
Jacaré Açu
Jacaré grande.
Jacaré Tinga
Jacaré pequeno
Panema
Pessoa sem sorte, azarada. Rio em peixe.
Sumano
Simplificação da expressão"ei seu mano",que é usada por quem passa pelo meio do rio para saudar quem se encontra nas margens
Caruana
Espíritos do bem que habitam as águas e protegem as plantas os homens e os animais.
Inhaca
Cheiro forte de maresia, de axilas de homem, de peixe ou de mulher
Tucuju
Nação indígena que habitava a margem esquerda do rio Amazonas, no local onde hoje está localizada a cidade de Macapá.
Montaria
Identifica tanto o cavalo como a canoa pequena, de remo.
Porrudo
Grande, enorme, muito forte ou muito gordo
Boiúna.
Cobra grande, capaz de engolir uma canoa.(Lenda)
Massaranduba
Madeira de lei, pessoa grosseira, mal educada.
Acapu
Madeira preta, gente grossa mal educada.

Direito Penal e Tribunal do Júri
9972 4400

Vera Pinheiro
Causas cíveis
e
Direito de família
223 7100

Vera Pinheiro- Jamil Valente
Maria Pilar
Advocacia geral
Rua Manoel Eudóxio 928- Santa Rita
Telefone 223 7100

Dilson Ferreira
(CRM 235-AP)
Ginecologia e Obstetrícia
Av. Mendonça Furtado 1970- Santa Rita
Fone 222 3993

Bombons de chocolate
com recheio de frutas
.
Pedidos: 9968-3031
8112-8862

Rádio Som Eletrônica
Consetos Tv, video e rádio.
Leopoldo Machado 677
Jesus de Nazaré
3224-1473