CONCURSO DA JUSTIÇA: PROVAS DE LARANJAL DO JARI SERÃO SÁBADO E DOMINGO.

Serão realizadas, nos dias 20 e 21 do corrente, as provas escritas do concurso público para preenchimento de vagas nos cargos de Analista Judiciário (área jurídica), Analista Judiciário (Oficial de Justiça), Técnico Judiciário e Auxiliar Judiciário para a Comarca de Laranjal do Jari. As provas serão realizadas em dias e horários diferenciados para facilitar a participação de candidatos inscritos em mais de uma modalidade. (veja quadro com informações completas sobre os locais de cada prova).

O concurso de Laranjal do Jari tem um total de 1.199 candidatos inscritos para 13 vagas, na seguinte proporção: Analista Judiciário - área jurídica: 56 candidatos para 03 vagas; Analista Judiciário - Oficial de Justiça: 88 candidatos para 03 vagas; Técnico Judiciário: 653 candidatos para 04 vagas e Auxiliar Judiciário: 402 candidatos para 03 vagas. Todos os candidatos aprovados e classificados serão submetidos a exames de sanidade física e mental, perante a junta médica pericial do Estado.

O vice-presidente do Tribunal de Justiça do Estado, no exercício da presidência, Desembargador Mário Gurtyev de Queiroz, disse que a contratação dos classificados nesse concurso será imediata para dar suporte a segunda Vara de Justiça que estará sendo instalada na Comarca de Laranjal do Jari, "provavelmente em novembro a vara será implantada já com os novos servidores nomeados, dependendo apenas da conclusão da obra de ampliação do fórum local, em fase final de acabamento" disse o magistrado. Ainda este ano, haverá concurso público, também, nas Comarcas de Oiapoque, Porto Grande e Macapá. Em Oipoque, cujas inscrições se encerram na sexta-feira, dia 19, existe uma vaga para analista judiciário e, até agora, somente três candidatos inscritos. Em Porto Grande, onde as inscrições estarão abertas de 22 a 30 do corrente, existe uma vaga para analista judiciário e uma para técnico judiciário.

O presidente em exercício do TJAP anunciou, para uma próxima etapa, a realização de concursos públicos visando contratação de mais um Analista Judiciário e dois Técnicos Judiciários para cada uma das comarcas do Estado. Com isso, segundo o magistrado, serão dispensados todos os servidores das prefeituras municipais, cedidos ao Judiciário e que não possuem qualificação suficiente para atender a prestação jurisdicional eficiente. "No interior, o juiz de direito, consciencioso, não exerce apenas a função de simples julgador. Muitas vezes ele chega a ser médico, parteiro, padre, conselheiro, psicólogo e, portanto, precisa de um assessoramento qualificado que só é conseguido mediante concurso público específico", explica.

MACAPÁ - O Desembargador Mário Gurtyev prevê para o mês de outubro a publicação do edital do concurso público para a Comarca da capital, que está sendo elaborado pela Universidade de Brasília UNB. Segundo o desembargador, serão abertas cerca de 150 vagas para as diversas categorias funcionais o que, pela sua previsão, deverá atrair cerca de quarenta mil candidatos.

Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do Estado

Macapá, 17 de setembro de 2003.


Concurso Público - Edital nº 001/2003

C O M U N I C A D O F I N A L

O Desembargador MÁRIO GURTYEV DE QUEIROZ, Presidente da Comissão de Concursos Públicos para preenchimento de Cargos no Quadro de Pessoal Permanente da Comarca de Laranjal do Jari, jurisdição do Poder Judiciário do Estado do Amapá, comunica aos candidatos inscritos que a prova escrita será realizada nos dias 20 e 21 de setembro de 2003, nos locais e horários abaixo discriminados:

PARA O CARGO DE TÉCNICO JUDICIÁRIO - DIA 20 DE SETEMBRO DE 2003, às 08:00 HORAS.

LOCAL - ESCOLA ESTADUAL DE 1.º e 2.º GRAUS MINEKO HAIASHIDA, Av. Trancredo Neves, s/n.º, Centro, Laranjal do Jari-AP, observando-se a seguinte distribuição:
SALA 01 - isncrições 001 a 023
SALA 02 - inscrições 024 a 045
SALA 03 - inscrições 046 a 067
SALA 04 - inscrições 068 a 089
SALA 05 - inscrições 090 a 111
SALA 06 - inscrições 112 a 133
SALA 07 - inscrições 134 a 155
SALA 08 - inscrições 156 a 177
SALA 09 - inscrições 178 a 199
SALA 10 - inscrições 200 a 221
SALA 11 - inscrições 222 a 243
SALA 12 - inscrições 244 a 265
SALA 13 - inscrições 266 a 287
SALA 14 - inscrições 288 a 309
PARA O CARGO DE TÉCNICO JUDICIÁRIO - DIA 20 DE SETEMBRO DE 2003, às 08:00 HORAS.

LOCAL - ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL MARIA DE NAZARÉ RODRIGUES DA SILVA, Rua Emílio Médici, esquina com a Av. Cultura, Bairro do Agreste, Laranjal do Jari-AP, observando-se a seguinte distribuição:
SALA 15 - isncrições 310 a 334
SALA 16 - inscrições 335 a 359
SALA 17 - inscrições 360 a 384
SALA 18 - inscrições 385 a 409
SALA 19 - inscrições 410 a 434
SALA 20 - inscrições 435 a 459
SALA 21 - inscrições 460 a 484
SALA 22 - inscrições 485 a 509
SALA 23 - inscrições 510 a 534
SALA 24 - inscrições 535 a 559
SALA 25 - inscrições 560 a 584
SALA 26 - inscrições 585 a 609
SALA 27 - inscrições 610 a 634
SALA 28 - inscrições 635 a 653
PARA O CARGO DE AUXILIAR JUDICIÁRIO - DIA 20 DE SETEMBRO DE 2003, às 14:00 HORAS.

LOCAL - ESCOLA ESTADUAL DE 1.º e 2.º GRAUS MINEKO HAIASHIDA, Av. Trancredo Neves, s/n.º, Centro, Laranjal do Jari-AP, observando-se a seguinte distribuição:
SALA 01 - isncrições 001 a 024
SALA 02 - inscrições 025 a 048
SALA 03 - inscrições 049 a 072
SALA 04 - inscrições 073 a 096
SALA 05 - inscrições 097 a 120
SALA 06 - inscrições 121 a 144
SALA 07 - inscrições 145 a 168
SALA 08 - inscrições 169 a 192
SALA 09 - inscrições 193 a 216
SALA 10 - inscrições 217 a 243
SALA 11 - inscrições 244 a 269
SALA 12 - inscrições 270 a 295
SALA 13 - inscrições 296 a 321
SALA 14 - inscrições 322 a 347
SALA 15 - inscrições 348 a 373
SALA 16 - inscrições 374 a 402
PARA O CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIO (ÁREA JUDICIÁRIA) - DIA 21 DE SETEMBRO DE 2003, às 08:00 HORAS.

LOCAL - ESCOLA ESTADUAL DE 1.º e 2.º GRAUS MINEKO HAIASHIDA, Av. Trancredo Neves, s/n.º, Centro, Laranjal do Jari-AP, observando-se a seguinte distribuição:
SALA 01 - isncrições 002 a 021
SALA 02 - inscrições 022 a 042
SALA 03 - inscrições 043 a 061
PARA O CARGO DE ANALISTA JUDICIÁRIO - ÁREA JUDICIÁRIA - ESPECIALIDADE EM EXECUÇÃO DE MANDADOS ( OFICIAL DE JUSTIÇA) - DIA 21 DE SETEMBRO DE 2003, às 14:00 HORAS.

LOCAL - ESCOLA ESTADUAL DE 1.º e 2.º GRAUS MINEKO HAIASHIDA, Av. Trancredo Neves, s/n.º, Centro, Laranjal do Jari-AP, observando-se a seguinte distribuição:
SALA 01 - isncrições 001 a 022
SALA 02 - inscrições 023 a 045
SALA 03 - inscrições 046 a 070
SALA 04 - inscrições 071 a 096

Macapá-AP, em 16 de setembro de 2003.


MÁRIO GURTYEV DE QUEIROZ
Desembargador e Presidente da Comissão
dos Concursos



Doce Amazônia

Doces e licores
de frutas regionais.
Deliciosos.
0XX96 224 1491


Bombons da Sol
Bombons de chocolate com recheio de frutas regionais.
Deliciosos,
Pedidos pelos telefones 223 4335 e 9964 7433

Tia Neném
Lanches, sucos naturais e comidas regonais e nacionais.
Tacacá especial.
Tradição de 30 anos.
Cônego Domingos Maltez próximo da Eliezer Levy



 

Matinta-perêra
Mulher velha que percorre distâncias à noite. Se afasta se alguém disser que lhe dará um pedaço de rolo de fumo. De manha ela vai buscar.
Cuíra
Diz-se de inquieto, ansioso,impaciente. Daquele que não agüenta a espera de alguma coisa que vai acontecer
Titica
Cipó muito usado para a fabricação de móveis. Chegou à beira da extinção.
Perau
Lugar perigoso do rio. Parte mais funda, onde o rio "não dá pé".
Timbó
Um tipo de veneno usado para matar peixes. Bate-se a planta na água, e o veneno se espalha. sem contrôle, mata.
Catinga de mulata
Catinga é cheiro ruim, mas "Catinga de mulata"é cheiro bom, tanto que virou nome de perfume nos idos dos anos cinquenta
Remanso
Ponto onde o rio se alarga, a terra forma uma reentrância e as águas ficam mais calmas
Bubuia

Aquelas minúsculas bolhas de espuma que se formam na corrente do rio. Viajar de bubuia é ser levado pelas águas. "De bubuia, título de canção popular.
Piracema

Época em que cardumes de peixes sobem os rios para a desova
Pedra do rio
Diz a lenda que que são as lágrimas de uma índia que chorava a perda do amado. É onde está a íagem de São José, na frente de Macapá.
Macapá
Vem de Macapaba, ou "estância das bacabas".
Bacaba
Fruto de uma palmeira, a bacabeira. O fruto produz um vinho grosso parecido com o o açai.
Curumim
Menino na linguagem dos índios, expressão adotada pelos brancos em alguns lugares.
Jurupary
O demônio da floresta tem os olhos de fogo, e quem o vê, de frente, não volta para contar a história.
Yara
É a mãe d'água. Habita os rios, encanta com a suavidade da voz, e leva pessoas para o castelo onde mora, no fundo do rio.
Pitiú
Cheiro forte de peixe, boto, cobra, jacaré e
outros animais.
Ilharga
Perto ou em volta de alguma coisa
Jacaré Açu
Jacaré grande.
Jacaré Tinga
Jacaré pequeno
Panema
Pessoa sem sorte, azarada. Rio em peixe.
Sumano
Simplificação da expressão"ei seu mano",que é usada por quem passa pelo meio do rio para saudar quem se encontra nas margens
Caruana
Espíritos do bem que habitam as águas e protegem as plantas os homens e os animais.
Inhaca
Cheiro forte de maresia, de axilas de homem, de peixe ou de mulher
Tucuju
Nação indígena que habitava a margem esquerda do rio Amazonas, no local onde hoje está localizada a cidade de Macapá.
Montaria
Identifica tanto o cavalo como a canoa pequena, de remo.
Porrudo
Grande, enorme, muito forte ou muito gordo
Boiúna.
Cobra grande, capaz de engolir uma canoa.(Lenda)
Massaranduba
Madeira de lei, pessoa grosseira, mal educada.
Acapu
Madeira preta, gente grossa mal educada.