Ministério de Intercessão Diante do Trono vem ao Amapá realizar seminário

No último dia de seminário, o ministério de louvor Diante do Trono estará completo em Macapá.

Tanha Silva

Nos dias 11, 12 e 13 de maio o Ministério de Intercessão Diante do Trono, da Igreja Batista da Lagoinha (MG), estará em Macapá (AP), ministrando um Seminário de Intercessão, no tempo da Comunidade Evangélica Reviver.

No dia 13/05, sábado, último dia do Seminário, o Ministério de Louvor Diante do Trono também estará na cidade para a ministração do louvor. A Comunidade Reviver está trazendo o Ministério em parceria com a Igreja Batista Missionária da Amazônia, de Belém (PA).

Serão disponibilizadas 500 vagas ao preço de R$ 25,00 a inscrição. As inscrições já estão sendo feitas na secretaria do evento, na sede da Comunidade Reviver, na Avenida Ernestino Borges, 1224, Jesus de Nazaré, ou no site da Igreja www.comunidadereviver-ap.com. As inscrições on-line servirão para reservar vagas por 10 dias, mas só serão validadas após o pagamento.

O Ministério de Intercessão tem levado esse Seminário a várias cidades do Brasil. O objetivo é levantar um exército de intercessores guerreiros que estejam disponíveis a se colocar na brecha para que o Reino de Deus se estabeleça em cada cidade do país.

“Nossa oração é que durante estes dias o Espírito Santo possa trabalhar em sua vida, forjando o caráter de Deus em você. Para isto, você precisa ter um coração quebrantado, precisa ser liberto de todos os grilhões que o inimigo tem colocado para impedir a obra de Deus em sua vida e ministério”, declara a pastora Ezenete Rodrigues, líder da Intercessão do Ministério Diante do Trono.

A pastora fala sobre o Seminário e diz que “Deus continua chamando intercessores, reparadores de brechas, que se posicionem para clamarem por livramento e pelo mover do Senhor em nossas Igrejas, em nossa nação e no mundo”, declara a pastora.

Programação

Quinta-feira

18h00 - Entrega de materiais

19h30min - Ministração: O Intercessor Quebrantado (Pra. Ezenete Rodrigues).

Sexta-feira

19h30 - Ministração: Como Interceder (Ana Lúcia Morais Nunes)

Sábado

9h00 às 17h00 - Ministrações: O Intercessor Liberto (Pra. Ezenete Rodrigues); O Intercessor Liberto II (Pra. Ezenete Rodrigues e Helena Tannure); Como Interceder (Ana Lúcia Morais Nunes)

Contatos:

Comunidade Evangélica Reviver
Av. Ernestino Borges, 1224, Jesus de Nazaré.
Site: www.comunidadereviver-ap.com
(96) 3223 - 2771

Presidente da Reviver
Pr. Kelson Abraão
(96) 9114 - 6289

Ministério de Comunicação

Tanha Silva

(96) 9112 - 4368

Adelmo Caxias
Causas Cíveis, trabalhistas e Direito administrativo.
223-4299


Carlos Lobato

Matinta-perêra
Mulher velha que percorre distâncias à noite. Se afasta se alguém disser que lhe dará um pedaço de rolo de fumo. De manha ela vai buscar.
Cuíra
Diz-se de inquieto, ansioso,impaciente. Daquele que não agüenta a espera de alguma coisa que vai acontecer
Titica
Cipó muito usado para a fabricação de móveis. Chegou à beira da extinção.
Perau
Lugar perigoso do rio. Parte mais funda, onde o rio "não dá pé".
Timbó
Um tipo de veneno usado para matar peixes. Bate-se a planta na água, e o veneno se espalha. sem contrôle, mata.
Catinga de mulata
Catinga é cheiro ruim, mas "Catinga de mulata"é cheiro bom, tanto que virou nome de perfume nos idos dos anos cinquenta
Remanso
Ponto onde o rio se alarga, a terra forma uma reentrância e as águas ficam mais calmas
Bubuia

Aquelas minúsculas bolhas de espuma que se formam na corrente do rio. Viajar de bubuia é ser levado pelas águas. "De bubuia, título de canção popular.
Piracema

Época em que cardumes de peixes sobem os rios para a desova
Pedra do rio
Diz a lenda que que são as lágrimas de uma índia que chorava a perda do amado. É onde está a íagem de São José, na frente de Macapá.
Macapá
Vem de Macapaba, ou "estância das bacabas".
Bacaba
Fruto de uma palmeira, a bacabeira. O fruto produz um vinho grosso parecido com o o açai.
Curumim
Menino na linguagem dos índios, expressão adotada pelos brancos em alguns lugares.
Jurupary
O demônio da floresta tem os olhos de fogo, e quem o vê, de frente, não volta para contar a história.
Yara
É a mãe d'água. Habita os rios, encanta com a suavidade da voz, e leva pessoas para o castelo onde mora, no fundo do rio.
Pitiú
Cheiro forte de peixe, boto, cobra, jacaré e
outros animais.
Ilharga
Perto ou em volta de alguma coisa
Jacaré Açu
Jacaré grande.
Jacaré Tinga
Jacaré pequeno
Panema
Pessoa sem sorte, azarada. Rio em peixe.
Sumano
Simplificação da expressão"ei seu mano",que é usada por quem passa pelo meio do rio para saudar quem se encontra nas margens
Caruana
Espíritos do bem que habitam as águas e protegem as plantas os homens e os animais.
Inhaca
Cheiro forte de maresia, de axilas de homem, de peixe ou de mulher
Tucuju
Nação indígena que habitava a margem esquerda do rio Amazonas, no local onde hoje está localizada a cidade de Macapá.
Montaria
Identifica tanto o cavalo como a canoa pequena, de remo.
Porrudo
Grande, enorme, muito forte ou muito gordo
Boiúna.
Cobra grande, capaz de engolir uma canoa.(Lenda)
Massaranduba
Madeira de lei, pessoa grosseira, mal educada.
Acapu
Madeira preta, gente grossa mal educada.

Direito Penal e Tribunal do Júri
9972 4400

Vera Pinheiro
Causas cíveis
e
Direito de família
223 7100

Vera Pinheiro- Jamil Valente
Maria Pilar
Advocacia geral
Rua Manoel Eudóxio 928- Santa Rita
Telefone 223 7100

Dilson Ferreira
(CRM 235-AP)
Ginecologia e Obstetrícia
Av. Mendonça Furtado 1970- Santa Rita
Fone 222 3993

Bombons de chocolate
com recheio de frutas
.
Pedidos: 9968-3031
8112-8862

Rádio Som Eletrônica
Consetos Tv, video e rádio.
Leopoldo Machado 677
Jesus de Nazaré
3224-1473