Definido Calendário do Carnaval 2005

Diretores da Fundação Estadual de Cultura do Amapá (Fundecap) estiveram reunidos, no Sambódromo, nesta sexta-feira, 21, com instituições estaduais e representantes da Liga Independente (Liba) e da Associação dos Blocos Carnavalescos (Abloca), tratando dos preparativos para o Carnaval 2005.

Como forma de encaminhar a proposta de dar às comunidades carentes uma contrapartida social ao evento, a equipe fará um mapeamento nos bairros da capital, a fim de que haja a seleção de postos, pois os ingressos para as arquibancadas serão trocados por alimentos não perecíveis.

Ficou também acertado que os ingressos denominados “VIP” serão vendidos ao valor de R$15 (para um dia) e 20 reais (dois dias), enquanto que os camarotes com capacidade para 50 pessoas, serão negociados ao valor de mil reais, sendo que ambos serão vendidos na Agencia Guaratur.

As equipes do governo darão apoio durante o desfile dos blocos carnavalescos, no Sambódromo, agendado para os dias 6 e 7 de fevereiro, na programação do “Carnaval do Povo” e ainda na “Terça-feira Gorda”, quando A Banda, maior bloco de sujos do norte, faz a festa pela principais ruas e avenidas da capital.

Segue a programação oficial do carnaval.

SAMBÓDROMO
DIA 06 DE FEVEREIRO (DOMINGO)

17:30 - Bloco Da Camisinha (Especial)

18:00 - Bloco Filhos Do Renascer (Especial)

18:40 - Bloco Show Pororoca (Especial)

19:10 - Bloco Os Tuíras Do Igarapé (Especial)

20:00 - Bloco Do Pau Nela

20:45 - Bloco Gorgia

21:40 - Bloco Uruzado

22:30 - Bloco Hábeas Copos

23:20 - Bloco Cumbelé

00:10 - Bloco Pororoca

01:00 - Bloco Tia Fé

01:50 - Bloco Tingatá

02:30 - Bloco Kanibal / Santana (Especial)

DIA 07 (SEGUNDA FEIRA)

18:30 - Bloco Pererê

19:20 - Bloco Filhos Da Fruta

20:05 - Bloco Cabralzinho

20:50 - Bloco Kubalança

21:35 - Bloco Unidos Do Pau-Grande

22:20 - Bloco Gula Gula

23:05 - Bloco Pica- Pau

23:50 - Blocanal

00:35 - Bloco Bafo Da Onça

01:20 - Bloco Mãe Luzia

02:05 - Bloco Mancha Negra

02:50 - Bloco Rolará

03:35 - Bloco Metidos Na Xexênia


A BANDA

DIA 08 (TERÇA-FEIRA)

Concentração Na Praça Veiga Cabral

Saída 15:00

CARNAVAL DO POVO

DIA 23 DE JANEIRO (DOMINGO MAZAGÃO VELHO)

(ANIVERSÁRIO DA VILA DE MAZAGÃO VELHO)

DIA 29 DE JANEIRO (SÁBADO)

18:00- PRAÇA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

DIA 30 DE JANEIRO (DOMINGO)

18:00 - PRAÇA JARDIM FELICIDADE

DIA 07 DE FEVEREIRO (SEGUNDA-FEIRA)

18:00 - PRAÇA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

DIA 08 DE FEVEREIRO (TERÇA-FEIRA)

17:00 - PRAÇA DA BANDEIRA

CARNAVAL DOS BAIXINHOS

PRAÇA BEIRA-RIO
DIAS 22, 29/01 E 05, 12 E 19/02

HORARIO: 18:00 ÁS 22 horas

BLOCO AFOXÉ E” GBE DUDU (Comunidade Negra em Iorubá)

DIA 06 DE FEVEREIRO (DOMINGO)

Concentração Na Av: 7ª Dos Congos Prox. Ao Centro Comunitário

FUTEBOL A FANTASIA

DIA 07 DE FEVEREIRO (TERÇA-FEIRA)

09:00 Praça Nossa Senhora Da Conceição

CALDEIRÃO DO PAVÃO

DIA 09 DE FEVEREIRO (QUARTA-FEIRA)

09:00 Av: Nações Unidas 1160 Laguinho

CARNAVAL DOS BLOCOS DE SANTANA

05 DE FEVEREIRO (SABÁDO)

17h00 - Programação da Prefeitura de Santana

Av: Santana Corredor da Folia

Desfile:

20h30 - Bloco Pimenta Nativa

22h10 - Bloco Porto Folia

DIA 06 De FEVEREIRO (Domingo)

17:00 - Programação da Prefeitura de Santana

Av: Santana Corredor Da Folia

Desfile:

20:30 - Bloco Camapú

20:10 - Bloco Do Barulho

23:50 - Bloco Faraó

DIA 07 DE FEVEREIRO (SEGUNDA-FEIRA)

17:00 - Programação da Prefeitura de Santana

Av: Santana Corredor Da Folia

DESFILE

20:30 - Bloco Do Barulho

21:30 - Bloco Faraó

22:30 - Bloco Camapú

23:30 - Bloco Porto Folia

24:30 - Bloco Pimenta Nativa

HARACELI THAMARA




Doce Amazônia

Doces e licores
de frutas regionais.
Deliciosos.
0XX96 224 1491


Bombons da Sol
Bombons de chocolate com recheio de frutas regionais.
Deliciosos,
Pedidos pelos telefones 223 4335 e 9964 7433

Tia Neném
Lanches, sucos naturais e comidas regonais e nacionais.
Tacacá especial.
Tradição de 30 anos.
Cônego Domingos Maltez próximo da Eliezer Levy



 

Matinta-perêra
Mulher velha que percorre distâncias à noite. Se afasta se alguém disser que lhe dará um pedaço de rolo de fumo. De manha ela vai buscar.
Cuíra
Diz-se de inquieto, ansioso,impaciente. Daquele que não agüenta a espera de alguma coisa que vai acontecer
Titica
Cipó muito usado para a fabricação de móveis. Chegou à beira da extinção.
Perau
Lugar perigoso do rio. Parte mais funda, onde o rio "não dá pé".
Timbó
Um tipo de veneno usado para matar peixes. Bate-se a planta na água, e o veneno se espalha. sem contrôle, mata.
Catinga de mulata
Catinga é cheiro ruim, mas "Catinga de mulata"é cheiro bom, tanto que virou nome de perfume nos idos dos anos cinquenta
Remanso
Ponto onde o rio se alarga, a terra forma uma reentrância e as águas ficam mais calmas
Bubuia

Aquelas minúsculas bolhas de espuma que se formam na corrente do rio. Viajar de bubuia é ser levado pelas águas. "De bubuia, título de canção popular.
Piracema

Época em que cardumes de peixes sobem os rios para a desova
Pedra do rio
Diz a lenda que que são as lágrimas de uma índia que chorava a perda do amado. É onde está a íagem de São José, na frente de Macapá.
Macapá
Vem de Macapaba, ou "estância das bacabas".
Bacaba
Fruto de uma palmeira, a bacabeira. O fruto produz um vinho grosso parecido com o o açai.
Curumim
Menino na linguagem dos índios, expressão adotada pelos brancos em alguns lugares.
Jurupary
O demônio da floresta tem os olhos de fogo, e quem o vê, de frente, não volta para contar a história.
Yara
É a mãe d'água. Habita os rios, encanta com a suavidade da voz, e leva pessoas para o castelo onde mora, no fundo do rio.
Pitiú
Cheiro forte de peixe, boto, cobra, jacaré e
outros animais.
Ilharga
Perto ou em volta de alguma coisa
Jacaré Açu
Jacaré grande.
Jacaré Tinga
Jacaré pequeno
Panema
Pessoa sem sorte, azarada. Rio em peixe.
Sumano
Simplificação da expressão"ei seu mano",que é usada por quem passa pelo meio do rio para saudar quem se encontra nas margens
Caruana
Espíritos do bem que habitam as águas e protegem as plantas os homens e os animais.
Inhaca
Cheiro forte de maresia, de axilas de homem, de peixe ou de mulher
Tucuju
Nação indígena que habitava a margem esquerda do rio Amazonas, no local onde hoje está localizada a cidade de Macapá.
Montaria
Identifica tanto o cavalo como a canoa pequena, de remo.
Porrudo
Grande, enorme, muito forte ou muito gordo
Boiúna.
Cobra grande, capaz de engolir uma canoa.(Lenda)
Massaranduba
Madeira de lei, pessoa grosseira, mal educada.
Acapu
Madeira preta, gente grossa mal educada.