DETRAN: MPE pede cancelamento de 2 mil carteiras
Futuro diretor do Detran receberá relatório sobre as investigações do Ministério Público Estadual

Cleber Barbosa (*)

O futuro diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Carlos Marques, esteve visitando hoje o Ministério Público Estadual. Por mais de duas horas, ele conversou com o procurador-geral de Justiça, Jair Quintas, além do promotor de Justiça André Araújo, que preside a comissão encarregada pelas investigações sobre fraudes no Detran. O futuro secretário estadual da Justiça e Segurança Pública, promotor Éder Abreu, também participou do encontro e disse que as duas entidades serão parceiras no novo governo.

No relato que fez ao grupo, o promotor André Araújo falou das dificuldades que ele e seus colegas Afonso Guimarães e João Paulo Furlan encontraram para ter acesso às informações. Ele também sugeriu a adoção de algumas medidas administrativas voltadas a coibir novas irregularidades. “Já está comprovado que pelo menos duas mil carteiras de motoristas foram emitidas de forma fraudulenta”, disse Araújo.


Nesse sentido, o presidente da comissão adiantou que irá sugerir no relatório a ser enviado ao novo diretor do Detran, que o órgão cancele essas carteiras pela via administrativa, ou seja, junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). “Outra alternativa será o próprio Ministério Público buscar o cancelamento através de uma medida judicial”, definiu.

Já o futuro diretor do Detran declarou que confia muito no trabalho realizado pelo Ministério Público, como também acredita bastante na nova equipe que vai administrar o Detran. “Temos certeza que a equipe de governo nos dará sustentação para retomarmos a credibilidade do Detran junto à população”, previu.

Carlos Marques disse também que vai aguardar que o Ministério Público oficialize as conclusões sobre as investigações para adotar as medidas que o caso requer. “O Detran virou um órgão burocrático, limitando-se apenas em emitir carteiras de habilitação e documentação de veículos. Queremos resgatar o papel institucional, com atividades de educação e planejamento estratégico”, anunciou o futuro dirigente.

Parceria
O procurador-geral de Justiça, Jair Quintas, recebeu hoje comunicação oficial sobre a indicação do nome do promotor de Justiça Éder Abreu para a Secretaria Estadual da Justiça e Segurança Pública (Sejusp). Quintas anunciou que convocou uma reunião extraordinária do Conselho Superior do Ministério Público para a próxima segunda-feira, oportunidade em que o colegiado vai decidir sobre a liberação do promotor para compor a nova equipe de governo. “Estaremos cedendo um de nossos membros mais atuantes para colaborar com o governo de Waldez Góes, o que demonstra a boa vontade de todas as instituições em ajudar o novo governo a desenvolver um trabalho pela paz social e pelo desenvolvimento do nosso Estado”, concluiu o dirigente do MPE..

*Assessor de Imprensa/ MPE


Doce Amazônia

Doces e licores
de frutas regionais.
Deliciosos.
0XX96 224 1491


Bombons da Sol
Bombons de chocolate com recheio de frutas regionais.
Deliciosos,
Pedidos pelos telefones 223 4335 e 9964 7433

Tia Neném
Lanches, sucos naturais e comidas regonais e nacionais.
Tacacá especial.
Tradição de 30 anos.
Cônego Domingos Maltez próximo da Eliezer Levy



 

Titica
Cipó muito usado para a fabricação de móveis. Chegou à beira da extinção.
Perau
Lugar perigoso do rio. Parte mais funda, onde o rio "não dá pé".
Timbó
Um tipo de veneno usado para matar peixes. Bate-se a planta na água, e o veneno se espalha. sem contrôle, mata.
Catinga de mulata
Catinga é cheiro ruim, mas "Catinga de mulata"é cheiro bom, tanto que virou nome de perfume nos idos dos anos cinquenta
Remanso
Ponto onde o rio se alarga, a terra forma uma reentrância e as águas ficam mais calmas
Bubuia

Aquelas minúsculas bolhas de espuma que se formam na corrente do rio. Viajar de bubuia é ser levado pelas águas. "De bubuia, título de canção popular.
Piracema

Época em que cardumes de peixes sobem os rios para a desova
Pedra do rio
Diz a lenda que que são as lágrimas de uma índia que chorava a perda do amado. É onde está a íagem de São José, na frente de Macapá.
Macapá
Vem de Macapaba, ou "estância das bacabas".
Bacaba
Fruto de uma palmeira, a bacabeira. O fruto produz um vinho grosso parecido com o o açai.
Curumim
Menino na linguagem dos índios, expressão adotada pelos brancos em alguns lugares.
Jurupary
O demônio da floresta tem os olhos de fogo, e quem o vê, de frente, não volta para contar a história.
Yara
É a mãe d'água. Habita os rios, encanta com a suavidade da voz, e leva pessoas para o castelo onde mora, no fundo do rio.
Pitiú
Cheiro forte de peixe, boto, cobra, jacaré e
outros animais.
Ilharga
Perto ou em volta de alguma coisa
Jacaré Açu
Jacaré grande.
Jacaré Tinga
Jacaré pequeno
Panema
Pessoa sem sorte, azarada. Rio em peixe.
Sumano
Simplificação da expressão"ei seu mano",que é usada por quem passa pelo meio do rio para saudar quem se encontra nas margens
Caruana
Espíritos do bem que habitam as águas e protegem as plantas os homens e os animais.
Inhaca
Cheiro forte de maresia, de axilas de homem, de peixe ou de mulher
Tucuju
Nação indígena que habitava a margem esquerda do rio Amazonas, no local onde hoje está localizada a cidade de Macapá.
Montaria
Identifica tanto o cavalo como a canoa pequena, de remo.
Porrudo
Grande, enorme, muito forte ou muito gordo
Boiúna.
Cobra grande, capaz de engolir uma canoa.(Lenda)
Massaranduba
Madeira de lei, pessoa grosseira, mal educada.
Acapu
Madeira preta, gente grossa mal educada.