Governador eleito vai ampliar apoio
ao Centro de Promoção Humana

O Governador eleito Waldez Góes assumiu hoje o compromisso de ampliar o apoio dado pelo Governo do Estado ao Centro de Promoção Humana Frei Daniel Samarate, fundado pelos frades capuchinhos em 4 de março de 1993. O centro, administrado pela Associação Educadora São Francisco de Assis, localizado na Avenida Fab, 2.851, bairro Santa Rita, presta serviços à comunidade carente de Macapá nas áreas de saúde, social e espiritual. Atualmente o Governo mantém convênio com a entidade, repassando R$ 5.000,00 mensais para pagamento de pessoal e R$ 3.000,00 trimestrais, para aquisição de material de manutenção do Centro.

Waldez Góes visitou o local hoje, acompanhado do senador eleito Papaléo Paes, deputado federal reeleito Eduardo Seabra, e deputado estadual eleito Dalto Martins. Eles tomaram café da manhã com o frei Ribamar Cardoso de Lima, coordenador geral do projeto. Em seguida, visitaram as instalações do Centro, onde Papaléo Paes e Dalto Martins prestam serviços voluntários, da mesma forma que outros 86 profissionais das áreas de saúde, jurídica e administrativa.

O Centro conta com cinco consultórios médicos, dois gabinetes odontológicos, uma sala de enfermagem, uma sala de serviço social, uma sala de atendimento espiritual, um auditório, um laboratório com sete salas, farmácia, salas de fonoaudiologia, fisioterapia e lavanderia, ocupando uma área de 1.200 metros quadrados.

Frei Ribamar e a equipe coordenadora do Centro entregaram ao governador e aos três parlamentares, cópias do projeto “Filhos da Solidariedade”, que define os planos e metas da instituição para o próximo ano. No projeto, eles solicitam a ampliação da parceria com o Governo do Estado.

Ao entregar o documento aos visitantes, Frei Ribamar ressaltou que o objetivo principal do Centro de Promoção Humana é manter o padrão de qualidade dos serviços oferecidos à comunidade carente. “Quando valorizamos as pessoas, estamos permitindo que brotem as boas coisas que existem no ser humano”, declarou ele. O frei também destacou a importância do espírito de solidariedade que norteia o projeto. “Quanto mais solidariedade, mais vida para todos”.

Elogios
Ao final da apresentação do projeto, o governador elogiou a qualidade do serviço oferecido no centro. São cinco mil pessoas atendidas mensalmente, todas integrantes de famílias carentes, com renda mensal de até dois salários mínimos. “Podem contar com a renovação da parceria com o Governo do Estado”, garantiu o governador eleito.

Ele assegurou que vai examinar a situação do convênio atualmente em vigor, com alguns repasses em atraso, para posteriormente definir o valor do novo convênio que o Estado assinará com a entidade. “Certamente vamos ampliar nossa participação, pois o trabalho aqui desenvolvido é muito importante do ponto de vista social e médico”.

Antigo colaborador do Centro, Eduardo Seabra disse que se empenhará para viabilizar apoio federal à entidade. Ele lembrou, contudo, que há algumas dificuldades para repassar verbas da área de saúde para entidades que não fazem parte do SUS (Sistema Único de Saúde). A solução, segundo ele, é fazer com que os repasses sejam feitos através do Governo do Estado.
Papaléo Paes, por sua vez, lembrou que o serviço oferecido pelo Centro, com alta qualidade e valorização do ser humano, tem custo menor do que os de um posto de saúde. Ele lembrou que o funcionamento do Centro contribui para reduzir a pressão de atendimentos médicos na rede pública estadual e municipal.

Dalto Martins sugeriu aos presentes que seja realizado um trabalho de sensibilização dos diversos segmentos da sociedade, para que conheçam e apóiem as atividades desenvolvidas pelo Centro.

Bombons da Sol
Bombons de chocolate com recheio de frutas regionais.
Deliciosos,
Pedidos pelos telefones 223 4335 e 9964 7433


Tia Neném
Lanches, sucos naturais e comidas regonais e nacionais.
Tacacá especial.
Tradição de 30 anos.
Cônego Domingos Maltez próximo da Eliezer Levy



 

Catinga de mulata
Catinga é cheiro ruim, mas "Catinga de mulata"é cheiro bom, tanto que virou nome de perfume nos idos dos anos cinquenta
Remanso
Ponto onde o rio se alarga, a terra forma uma reentrância e as águas ficam mais calmas
Bubuia

Aquelas minúsculas bolhas de espuma que se formam na corrente do rio. Viajar de bubuia é ser levado pelas águas. "De bubuia, título de canção popular.
Piracema

Época em que cardumes de peixes sobem os rios para a desova
Pedra do rio
Diz a lenda que que são as lágrimas de uma índia que chorava a perda do amado. É onde está a íagem de São José, na frente de Macapá.
Macapá
Vem de Macapaba, ou "estância das bacabas".
Bacaba
Fruto de uma palmeira, a bacabeira. O fruto produz um vinho grosso parecido com o o açai.
Curumim
Menino na linguagem dos índios, expressão adotada pelos brancos em alguns lugares.
Jurupary
O demônio da floresta tem os olhos de fogo, e quem o vê, de frente, não volta para contar a história.
Yara
É a mãe d'água. Habita os rios, encanta com a suavidade da voz, e leva pessoas para o castelo onde mora, no fundo do rio.
Pitiú
Cheiro forte de peixe, boto, cobra, jacaré e
outros animais.
Ilharga
Perto ou em volta de alguma coisa
Jacaré Açu
Jacaré grande.
Jacaré Tinga
Jacaré pequeno
Panema
Pessoa sem sorte, azarada. Rio em peixe.
Sumano
Simplificação da expressão"ei seu mano",que é usada por quem passa pelo meio do rio para saudar quem se encontra nas margens
Caruana
Espíritos do bem que habitam as águas e protegem as plantas os homens e os animais.
Inhaca
Cheiro forte de maresia, de axilas de homem, de peixe ou de mulher
Tucuju
Nação indígena que habitava a margem esquerda do rio Amazonas, no local onde hoje está localizada a cidade de Macapá.
Montaria
Identifica tanto o cavalo como a canoa pequena, de remo.
Porrudo
Grande, enorme, muito forte ou muito gordo
Boiúna.
Cobra grande, capaz de engolir uma canoa.(Lenda)
Massaranduba
Madeira de lei, pessoa grosseira, mal educada.
Acapu
Madeira preta, gente grossa mal educada.