CARRO MOVIDO A AR SERÁ
LANÇADO NO BRASIL

 

O Relatório Alfa, (lista de discussão ambiental On Line) divulgou que a partir desta quinta-feira dia 5, o representante para a América Latina, Portugal, Espanha, Reino Unido e Canadá, Miguel Celades Rex, se reunirá com empresários brasileiros interessados para responder a todas as dúvidas técnicas e econômicas para a concessão das várias fábricas, bem como sobre o mercado de peças, manutenção e reabastecimento do primeiro motor de automóveis (e outros veículos) movido a ar do mundo.

Miguel Celades Rex ([email protected]) acredita que o projeto, que já tem milhares de pessoas na fila, no Brasil, poderá ser um dos mais bem sucedidos da história automobilística. O projeto do carro movido a ar comprimido foi lançado em outubro na França, e o Brasil é uma das prioridades da empresa. O empresário estará recebendo empreendedores e investidores locais entre 5 e 11 de dezembro no Hotel Sheraton Mofarrej, em São Paulo.

O QUE É O CARRO MOVIDO A AR ?

De acordo com o Relatório Alfa o carro movido a ar, não é uma piada, mas sim o mais ambicioso projeto da empresa francesa MDI- Motor Development International, com sede em Luxemburgo e representação em toda a América Latina (baseada em Barcelona), que procura sócios no Brasil.

Há mais de um ano uma comitiva da MDI veio ao Brasil e mais de 600 pessoas estiveram no lançamento. Na época um empresário português comprou a maior parte das quotas, mas ele apenas bloqueou o acesso dos brasileiros, segurando o projeto no Brasil.

O presidente da empresa (e criador do carro movido com ar comprimido) Guy Nègre, explicou, na época: "Contamos com licenças exclusivas para a instalação de fábricas em todo o território nacional, e também para numerosas concessões dos serviços técnicos, peças e a venda de energia. Tudo isso representa a criação de 3.500 novos empregos diretos em fábrica, sendo uma indústria rentável e de acordo com as novas tendências meioambientais."

A MDI está desenvolvendo o motor do carro há mais de dez anos e protegeu o sistema com aproximadamente 30 patentes em mais de 130 países diferentes. Agora a MDI voltou a procurar sócios para o licenciamento do sistema de fabricação dos carros em todo o território brasileiro.

COMO FUNCIONA

Se o motor criado por Guy Négre passar no teste de mercado -- isto é, se as pessoas comprarem um carro que não usa gasolina - pode ser que a história considere essa uma das primeiras grandes invenções do novo século (embora o invento seja realmente do final do século passado).

Guy Nègre desenvolveu um motor com a capacidade de acelerar até 130 km/h, com uma autonomia de 300km com uma recarga dos cilindros. Mas se você precisa de um carro como utilitário, um transporte urbano econômico, então vai gostar das opções. A aparência do carro lembra os novos carros econômicos que estão sendo lançados pelas empresas automobilísticas atuais. É adequado ao século 21, com uma aparência urbana e simples.

O custo é daqueles que deve estar deixando as companhias de petróleo preocupadas: entre R$4,00 e R$ 6,00 por 200/300km corridos, ou aproximadamente entre 1 e 3 centavos por quilômetro. Além disso há uma vantagem sem precedentes sobre os motores à combustão, usados pela maioria dos veículos do planeta: não somente não poluem, como também purificam o ar, pelo menos no Brasil, onde a energia elétrica é, em sua maioria, gerada por fontes recicláveis e limpas (isso se o novo governo seguir o exemplo da Alemanha, e investir em energia limpa, ao invés da nuclear).

O carro movido a ar comprimido apresenta uma série de vantagens sobre os carros elétricos, mas ainda perde em conforto e sofisticação (para não falar em velocidade) para os carros movidos a combustão. Entretanto, é importante lembrar que ainda é apenas o início.

Se a tecnologia continuar sendo aperfeiçoada toda a indústria automobilística poderá enfrentar uma crise sem precedentes nas próximas duas décadas, ou antes. Pelo menos a atual indústria automobilística, já que uma outra indústria poderá substituí-la na construção e venda de automóveis urbanos leves (caminhões certamente ainda continuarão a usar os motores convencionais por muito tempo).

DETALHES TÉCNICOS

O carro deve a sua autonomia a quatro tanques que armazenam 90 metros cúbicos de ar comprimido a 300 bars. A expansão deste ar, introduzido em um recinto fechado (o cilindro), impulsiona o pistão que gera o movimento. Como não existe combustão, não há poluição. O ar que sai do escape é ar limpo a -15° C . A troca de óleo, segundo a empresa, ocorre somente a cada 50.000km rodados.

"Neste momento temos quatro modelos disponíveis: um carro familiar, um modelo táxi, um furgão e uma pick up.", explicou o representante da empresa. Quanto custará esse carro que utiliza uma tecnologia quase alienígena, típica de filmes de ficção científica? Aproximadamente de R$ 18.000,00, no Brasil.

Mais informações no site da empresa: www.motormdi.com ou com a representação Oficial no Brasil, entre os dias 5 e 11 de dezembro no Hotel Sheraton Mofarrej, Alameda Santos, 1437, Cerqueira Cesar, São Paulo, Telelefone 11 3253-5544.
(Relatório Alfa)


Bombons da Sol
Bombons de chocolate com recheio de frutas regionais.
Deliciosos,
Pedidos pelos telefones 223 4335 e 9964 7433


Tia Neném
Lanches, sucos naturais e comidas regonais e nacionais.
Tacacá especial.
Tradição de 30 anos.
Cônego Domingos Maltez próximo da Eliezer Levy



 

Catinga de mulata
Catinga é cheiro ruim, mas "Catinga de mulata"é cheiro bom, tanto que virou nome de perfume nos idos dos anos cinquenta
Remanso
Ponto onde o rio se alarga, a terra forma uma reentrância e as águas ficam mais calmas
Bubuia

Aquelas minúsculas bolhas de espuma que se formam na corrente do rio. Viajar de bubuia é ser levado pelas águas. "De bubuia, título de canção popular.
Piracema

Época em que cardumes de peixes sobem os rios para a desova
Pedra do rio
Diz a lenda que que são as lágrimas de uma índia que chorava a perda do amado. É onde está a íagem de São José, na frente de Macapá.
Macapá
Vem de Macapaba, ou "estância das bacabas".
Bacaba
Fruto de uma palmeira, a bacabeira. O fruto produz um vinho grosso parecido com o o açai.
Curumim
Menino na linguagem dos índios, expressão adotada pelos brancos em alguns lugares.
Jurupary
O demônio da floresta tem os olhos de fogo, e quem o vê, de frente, não volta para contar a história.
Yara
É a mãe d'água. Habita os rios, encanta com a suavidade da voz, e leva pessoas para o castelo onde mora, no fundo do rio.
Pitiú
Cheiro forte de peixe, boto, cobra, jacaré e
outros animais.
Ilharga
Perto ou em volta de alguma coisa
Jacaré Açu
Jacaré grande.
Jacaré Tinga
Jacaré pequeno
Panema
Pessoa sem sorte, azarada. Rio em peixe.
Sumano
Simplificação da expressão"ei seu mano",que é usada por quem passa pelo meio do rio para saudar quem se encontra nas margens
Caruana
Espíritos do bem que habitam as águas e protegem as plantas os homens e os animais.
Inhaca
Cheiro forte de maresia, de axilas de homem, de peixe ou de mulher
Tucuju
Nação indígena que habitava a margem esquerda do rio Amazonas, no local onde hoje está localizada a cidade de Macapá.
Montaria
Identifica tanto o cavalo como a canoa pequena, de remo.
Porrudo
Grande, enorme, muito forte ou muito gordo
Boiúna.
Cobra grande, capaz de engolir uma canoa.(Lenda)
Massaranduba
Madeira de lei, pessoa grosseira, mal educada.
Acapu
Madeira preta, gente grossa mal educada.