"Mulheres"

Que amam e são amadas,
Que odeiam e são odiadas,
Queridas e paparicadas,
Sofridas e maltratadas,
Trabalhadoras e desempregadas,
Alegres e tristes,
Fiéis e amantes,
Elegantes e maltrapilhas...
Simplesmente mulheres
Mulheres esposas e namoradas,
Acolhidas e desamparadas,
Religiosas e descrentes,
Sem graça e envolventes,
Ricas e pobres,
Educadas e esnobes,
Sérias e espalhafatosas,
Serenas e gostosas...
Simplesmente mulheres
Mulheres amigas, companheiras,
Colegas de trabalho e parceiras,
Honestas e interesseiras,
Inteligentes e analfabetas,
Ousadas e discretas,
Jovens e adultas,
Senhoras e crianças,
Lindas e sedutoras
Mães e filhas...
Simplesmente mulheres
Mulheres fortes e fracas,
Felizes e mal amadas,
Casadas e solteiras,
Prostitutas e virgens,
Poetas e cantoras,
Enfermeiras e secretárias,
Operárias e garis,
Formadas e aprendizes,
Violentadas e humilhadas
Assassinadas e recém-nascidas...
Simplesmente mulheres
Mulheres da cidade e da floresta,
Castanheiras e índias,
Lavadeiras e doutoras,
Feias e sedutoras,
Parteiras e deputadas,
Senadoras e assalariadas,
Agricultoras e artistas,
Frentistas e policiais,
Negras e brancas,
Mulatas e amareladas,
Entendidas e saradas,
Temperamentais e finas...
Todas são simplesmente mulheres.

Poeta Edy wilson Silva


”POROROCA”

Lá vem a pororoca
Majestosa e bela
Ninguém sabe dos mistérios
Que essa onda trás
Transformando o rio calmo
Num gigante monstro voraz
Ninguém sabe a dimensão
Do desastre que ela provoca

Lá vem a pororoca
Com toda sua maestria
Um espetáculo inusitado
Que assusta e impressiona,
Porém surfa-la trás alegria
Enfrentá-la requer cuidados
É a fera que engole e sufoca

Lá vem a pororoca surgindo bem ali
Arrastando a natureza num cenário
De destruição e beleza
Ainda são poucos os surfistas e
Body boarding que ousam enfrentar
A temida pororoca
Que o rio Araguari tem pra mostrar
E que virou até notícia
No Esporte Espetacular.

EDY WILSON SILVA


"ORGULHO DE VOCÊ"

 

Se queres saber tenho orgulho de você

De ser teu assim tão completamente

Desse envolvimento meigo que aproxima a gente

A cada dia me entrego muito a este querer

Se queres saber gosto da gente assim

Do carinho que emotiva e domina

Você assim delicada e feliz, minha menina

É com essa ternura que trago você para mim

Se queres saber esse amor nos faz bem

Dar sentido as nossas vidas agora

Não dá para imaginar você indo embora

Seu porto seguro sou eu, e seu amor também

Se queres saber seu amor me conquista um bocado

Mexe com minha sensibilidade e tesão

Entre poesia e realidade, dividimos emoção

Confesso que tenho orgulho de ser seu namorado.

Edy Wilson Silva Poeta Amapaense

"SER DIVINO"

Mãe, mulher perfeita e divina

Acolhe seus filhos com ternura

Entre todas, és a mais bela criatura

Coração puro, sorriso de menina

Mãe, mulher honesta e dedicada

Nunca deixa seus filhos sofrer

Faz todo o possível para vê-los viver

Pelos filhos está sempre apaixonada

Mãe, mulher de verdade

Que escolhe entre matar ou morrer

Para ver seus filhos crescer

Conhecendo o caminho da felicidade

Mãe, mulher realmente amiga

A única que nos estende a mão

Na hora que a dor aperta o coração

És a mulher mas amável e querida

Mãe, mulher trabalhadora

Que enfrenta a vida de frente

Sem medir esforços pela gente

Uma eterna mãe vencedora.

 

Edy Wilson Silva Poeta Amapaense

 

- O POEMA É DEDICADO A TODAS AS MÃES E FUTURAS MÃES , POR SEREM ESSAS MULHERES FORTES, GUERREIRAS E DETERMINADAS. QUE CADA UMA GUARDE CONSIGO O AMOR E PAZ QUE DEUS LHES RESERVOU. BEIJOS...




"Mulheres"

 

Que amam e são amadas,
Que odeiam e são odiadas,
Queridas e paparicadas,
Sofridas e maltratadas,
Trabalhadoras e desempregadas,
Alegres e tristes,
Fiéis e amantes,
Elegantes e maltrapilhas...
Simplesmente mulheres
Mulheres esposas e namoradas,
Acolhidas e desamparadas,
Religiosas e descrentes,
Sem graça e envolventes,
Ricas e pobres,
Educadas e esnobes,
Sérias e espalhafatosas,
Serenas e gostosas...
Simplesmente mulheres
Mulheres amigas, companheiras,
Colegas de trabalho e parceiras,
Honestas e interesseiras,
Inteligentes e analfabetas,
Ousadas e discretas,
Jovens e adultas,
Senhoras e crianças,
Lindas e sedutoras
Mães e filhas...
Simplesmente mulheres
Mulheres fortes e fracas,
Felizes e mal amadas,
Casadas e solteiras,
Prostitutas e virgens,
Poetas e cantoras,
Enfermeiras e secretárias,
Operárias e garis,
Formadas e aprendizes,
Violentadas e humilhadas
Assassinadas e recém-nascidas...
Simplesmente mulheres
Mulheres da cidade e da floresta,
Castanheiras e índias,
Lavadeiras e doutoras,
Feias e sedutoras,
Parteiras e deputadas,
Senadoras e assalariadas,
Agricultoras e artistas,
Frentistas e policiais,
Negras e brancas,
Mulatas e amareladas,
Entendidas e saradas,
Temperamentais e finas...
Todas são simplesmente mulheres.

 

Poeta Edy wilson Silva

Em: 07/03/2002. Às 17h50.