Ruy Guarany Neves - Os sinos dobram por Antonio Correa Neto

Confesso, que, para nós, habituados a formar opinião sobre os diversos que acontecem no dia a dia, não é tarefa fácil, quando somos obrigados, por força de compromisso com a informação, dar conhecimento ao público, quando alguém encerra a existência, no planeta. Mais difícil ainda, se torna, quando esse desenlace atinge uma pessoa que labutou do nosso convívio de amizade e mereceu o mais profundo respeito e admiração.

Hoje ocupo o espaço, movido pelo sentimento de tristeza, para prestar a minha homenagem ao amigo e companheiro de jornada, Antonio Correa Neto, que faleceu na manhã chuvosa de 21 de abril. E ao fazê-lo. Integro a fileira dos jornalistas amapaenses, que, igualmente movidos pelo sentimento de tristeza, silenciaram por alguns momentos, para, em seguida, transmitirem a infausta notícia.

Natural do Estado do Amazonas, Correa Neto, como ficou conhecido, veio para o Amapá, na década de 1960, aqui permaneceu e aceitou, Macapá, como o seu segundo e definitivo berço. Ainda jovem, atuou no jornal A VOZ CATOLICA, Rádio Educadora , Rádio Difusora de Macapá e posteriormente, em 1974, na TV Amapá, a partir da sua instalação, no prédio da RDM. Ali, convivemos no dia a dia, Correa Neto, como apresentador e minha participação como assistente técnico.

Durante a fase de chumbo, do regime militar, Correa Neto não poupou críticas ao governadores militares que passaram pelo Amapá, por não concordar com o estilo prepotente, com que administravam o Território. Certa vez, chegou a ser preso. Mas, a essa altura dos acontecimentos, já havia conquistado a simpatia popular e uma mobilização se formou, forçando o relaxamento da prisão. Com o advento da Internet, criou um site, onde passou a difundir suas ideias. Sempre voltadas aos reais interesses do Estado. Criticando ou aplaudindo, Correa Neto nunca se afastou dos seus princípios de jornalista compromissado com a defesa da sociedade, a preservação da cultura, da história e do Estado Democrático de Direito. Aos 74 anos, deixa da vida, para ingressar na história do Amapá, deixando o registro de exemplar e perseverante jornalista, como tributo às novas gerações.

Hoje os sinos dobram, para anunciar a perda irreparável do jornalista Antonio Correa Neto. E no dobrar dos sinos, ficam estampadas, a tristeza, a saudade, aos seus familiares, amigos e milhares de admiradores. O Amapá, solidário, agradece a sua participação.

3 comentários sobre “Ruy Guarany Neves - Os sinos dobram por Antonio Correa Neto”

  1. Marcelo Espiguêra diz:

    Grande perda para o lado sério, justo, independente e equilibrado da sociedade amapaense. Uma voz a menos contra os desmandos e safadezas que infestam esse estado, sobretudo na esfera política. Talvez essas palavras resumam um pouco do seu legado.

    Que esteja num bom lugar e que sua família encontre conforto para sua dor na certeza de que tratava-se de um homem sério e digno.

  2. NICO diz:

    Parabéns pelas palavras, resume muito bem quem foi este pioneiro no Amapá e cerebre jornalista.
    Só nao concordo quando diz: “os sinos dobram”. O sino dentro da liturgia cristã, tem o sentido de vitória, de alegria. Em todas as Igrejas Católicas do mundo, no sábado de aleluia, contam-se o sino o mais forte possível, pra avisar que Cristo, venceu a morte e está presente no meio de nós.
    Boa Páscoa Corrêa !

  3. Luiz Antonio diz:

    Fui leitor de Correa Neto, avalio como um jornalista sério, comprometido com a noticia, sempre agindo com imparcialidade e responsabilidade, agradeço pelo espaço que me concedeu relativos a comentários sobre suas matérias. Que Deus proteja sua alma.

Deixe um comentário

Nota do moderador: Comentários preconceituosos, racistas e homofóbicos, assim como manifestações de intolerância religiosa, xingamentos, ofensas entre leitores, contra a publicação e o autor não serão reproduzidos. Não é permitido postar vídeos e links. Os textos devem ter relação com o tema do post. Os comentários reproduzidos não refletem a linha editorial do site.

 
Desenvolvido por Claudio Correia - Adm
Iniciado em 16/07/2012