Pecuaristas promovem o 1º Shopping Multirraça neste sábado na 49ª Expofeira

Os pecuaristas irão realizar nos dias 8 e 9, na maloca da 49ª Expofeira Agropecuária, no Parque de Exposições da Fazendinha, o 1º Shopping Multirraça, a partir das 8h até às 18h. O objetivo do evento é expor todas as espécies que estão dentro da feira e comercializar para os produtores e todas as pessoas interessadas em adquirir os animais.

Ao todo, setecentos e quarenta animais ocupam o curral e estão prontos para venda. Ovinos, bubalinos, caprinos, alevinos e equinos são as raças disponíveis no Shopping Multirraça da 49ª Expofeira. O evento conta com o apoio do Governo do Estado do Amapá.

A maioria dos animais que estarão expostos são de pecuaristas do Amapá, mas também participarão produtores de outros Estados do Brasil.

Segundo o presidente da Comissão de Assistência Técnica da Expofeira, o veterinário da Agência de Defesa e Inspeção Agropecuária do Amapá (Diagro), Álvaro Cavalcante, os animais que serão vendidos são os que estão dentro da feira, e todos com exames atualizados, que garantem a sanidade.

“Só os animais que estão dentro da Expofeira e com exames em dia podem participar. No caso de bovinos, eles têm de estar com exame de brucelose e tuberculose todos em dia, e todos os animais para transitar dentro da feira devem ter o documento oficial, que é a Guia de Trânsito Animal (GTA), retirada na Diagro. Ainda de acordo com o presidente da Comissão, a maior participação dos produtores do Amapá é devido à qualidade do animal.

“Os animais daqui da região já têm qualidade, não oferecendo risco algum aos compradores. Além disso, o governo do Estado se empenhou e conseguiu deixar a feira toda legalizada, inclusive é a primeira Expofeira reconhecida e autorizada pelo Ministério da Agricultura atendendo todas as normas exigidas. Entre algumas delas está a construção de um rodolúvio e pedilúvio dentro do Parque de Exposições, que tem a função de evitar a contaminação dos animais”, relatou.

O Shopping Multirraça também contará com agentes financiadores como Banco do Brasil e Banco da Amazônia, que estarão participando com o intuito de financiar as compras dos animais para os produtores que solicitarem crédito junto às referidas instituições.

Alguns compradores fizeram o financiamento para adquirir gado via Fundo de Desenvolvimento Rural do Amapá (Frap). O Fundo é do governo do Estado e destina 2% do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para fomento de projetos agrícolas e agropecuários.

O gerente de uma fazenda de Porto Grande, José Agostino da Silva, teve seu projeto aprovado e conseguiu o financiamento via Frap, e através desse crédito irá levar para seu estabelecimento cinco reses da raça Nelore, considerada a melhor raça de gado.

“O leilão não veio, mas o governo estadual providenciou outra forma de nós, os pequenos produtores, termos acesso a crédito. Esse incentivo beneficia a todos, inclusive nós que somos pequenos criadores. O governo realmente está proporcionando uma melhora para os produtores, pois a gente não via isso, essa 49ªExpofeira está excelente”, argumentou.

Lilian Monteiro/Seicom

Deixe um comentário

Nota do moderador: Comentários preconceituosos, racistas e homofóbicos, assim como manifestações de intolerância religiosa, xingamentos, ofensas entre leitores, contra a publicação e o autor não serão reproduzidos. Não é permitido postar vídeos e links. Os textos devem ter relação com o tema do post. Não serão publicados textos escritos inteiramente em letras maiúsculas. Os comentários reproduzidos não refletem a linha editorial do site.

(Digite os números abaixo)

Desenvolvido por Claudio Correia - Adm
Iniciado em 16/07/2012