Quem mente quando o assunto é emprego: Roberto Góes ou Ministério do Trabalho?

O prefeito Roberto Góes afirmou no horário eleitoral que o Amapá está estagnado e que empresas que atuam no setor de serviços estão fechando.

Já o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, afirma que o Amapá é a unidade da federação que mais tem gerado emprego no Brasil.

E diferente do que diz o prefeito Roberto Góes, o setor que mais gera emprego no Amapá é o de serviços com 340 novos postos somente no mês de julho, seguido pelos Serviços Industriais de Utilidade Pública com 140 e em terceiro lugar a indústria com 131 postos de trabalho.

Em 2011, foram gerados 7.256 empregos celetistas, distribuídos da seguinte forma: Construção Civil (+2.627 postos), de Serviços (+1.994 postos) e do Comércio (+1.451 postos). Em 2010, foram gerados 3.061 empregos celetistas. Ou seja, o governo do PSB mesmo assumindo um Estado falido gerou o dobro de empregos em relação ao ano anterior.

juntospormacapa.com.br
O cidadão pode consultar todos esses dados acessando portal do Ministério do Trabalho e conhecer a verdade sobre a geração de emprego no Amapá.

Deixe um comentário

Nota do moderador: Comentários preconceituosos, racistas e homofóbicos, assim como manifestações de intolerância religiosa, xingamentos, ofensas entre leitores, contra a publicação e o autor não serão reproduzidos. Não é permitido postar vídeos e links. Os textos devem ter relação com o tema do post. Não serão publicados textos escritos inteiramente em letras maiúsculas. Os comentários reproduzidos não refletem a linha editorial do site.

(Digite os números abaixo)

Desenvolvido por Claudio Correia - Adm
Iniciado em 16/07/2012